Rua, rodovia e lama no Compass Longitude 2022 - Notícias iCarros

2021-11-04 06:30:36 By : Mr. Daniel Zhang

03/11/2021 - Henrique Koifman / RF1 / Foto: Henrique Koifman / Fonte: iCarros

Diz o ditado de origem futebolística que, em tempo que está ganhando, não se mexe.

Felizmente, um Jeep não deu ouvidos a essa máxima de botequim e operou melhorias consideráveis ​​na versão mais vendida de seu SUV mais vendido atualmente: a Longitude do Compass.

Com motor e uma série de detalhes novos, o carro acelera renovado num segmento em que o número de concorrentes tem crescido.

Durante uma semana, temos uma chance de avaliar essa versão em praticamente todos os tipos de caminhos e condições - ruas pacatas e bem calçadas ao sol à estradinhas de terra íngremes e ruínas sob tempestade, passando por rodovias de variados portes e limites. É dessa experiência que falo aqui.

Antes, porém, uma pequena contextualização:

Lançado no Brasil no final de 2016, o Compass chegou chegando e, embora fosse mais caro, rapidamente superou em vendas seu irmão menor - com o qual compartilha sua plataforma, assim como a picape Fiat Toro - o Renegade.

Mais modificado e requintado, esse Jeep caiu como uma luva em um mercado ávido por SUVs, especialmente para modelos compatíveis com o uso familiar.

Até o início do primeiro semestre deste ano, o carro era oferecido com duas opções de motor: um 2.0 flex de até 166 cv de potência e até 20,5 kgfm de torque e outro 2.0 turbodiesel, com 170cv e 35,7 kgfm - ambos , aliás, disponível para a versão intermediária Longitude, que desde o início foi a mais procurada.

Veja mais comentários: Fiat Toro Endurance 270 AT6 2022: vale R $ 128.990? Novo Jeep Compass: dá para melhorar o líder de vendas? Dá! Um test-drive com um Tracker Premier 1.2 2022

Estimulada, quem sabe, pela chegada próxima de dois concorrentes de peso - o Toyota Corolla Cross e o Volkswagen Taos, agora já nas lojas -, a Jeep se antecipou e “deu um trato” no Compass, substituindo seu motor 2.0 flex por um bem mais moderno 1.3 turbo, de até 185 cv de potência e 20,5 kgfm de torque.

Não foi só o motor

Chegando ao concessionário para retirar o Compass Longitude 2022, no entanto, logo notei que o novo motor estava longe de ser uma novidade única.

Embora não seja nada radical, a frente do carro foi retocada, a nota ganhou um desenho um pouco mais leve e os faróis redigidos mais finos, passando à iluminação por LED, que também está nas setas de direção e luz DLR (diurna).

Atrás, as novidades são menores, apenas o interior das lanternas ficou um pouco diferente. Isso, claro, sem contar com a sigla T270 - denominação do novo motor, estampada do lado esquerdo.

Entrando no carro, a primeira impressão é de que o funcionário da loja se confundiu e está me emprestando uma das versões mais caras.

Em comparação ao modelo anterior, os novos desenhos de painel e acessórios aperfeiçoados um upgrade geral. Todos os comandos foram redesenhados e elogiados mais, hum, chiques.

A tela da multimídia (agora com 10,1 polegadas) e o console central cresceram de tamanho - este segundo, aliás, se tornaria íntimo do meu joelho direito durante a semana seguinte; quem manda ser pernudo? - e tudo parece ter ficado mais fácil de usar.

Além disso, o carro ganhou um novo pacote de conectividade, que inclui um sistema chamado Adveture Intelligence, que leva para o smartfone uma série de funcionalidades à distância, e também um assistente virtual Alexa, da Amazon.

Há ainda recarga de celular por indução (sem fio) e a possibilidade de compartilhamento (pago) de wi-fi.

A gente só se lembra de que se trata de uma versão intermediária em detalhes, como o painel de instrumentos, no qual mostradores analógicos de velocidade e rotações do motor ladeiam uma tela de TFT de alta resolução, onde diversas informações podem ser visualizadas de acordo com o gosto do freguês.

No Compass mais caro, claro, é tudo digital.

Como no exemplar que testei a (ótima) forração dos bancos era em duas cores (cinza claro e preto) e havia sob nossas cabeças um sempre bem-vindo teto solar panorâmico opcional, essa sensação de viajar na classe executiva pagando passagem comum ficou reforçada.

No mesmo espírito, ar condicionado digital de duas zonas, com eliminado ar controláveis ​​para o banco de trás - onde também há refazer USB e de 12 volts e um ótimo espaço para as pernas - descolam ainda mais o Compass de seu modelo anterior e do mano menor, o Renegade.

Chave no bolso, carro ligado e lá vamos nós. No trânsito, o Compass é um carro tranquilo. Isso porque não tem porte grande o suficiente para atrapalhar, mas marca posição com uma certa autoridade, impondo algum respeito.

A posição de curso é acima da média e os bancos dianteiros - com regulagens manuais, outro lembrete do “meio da tabela de preços” - são muito bons.

Tudo o que é importante está ao alcance dos olhos e das mãos e a operação das funções na tela de multimídia é bem intuitiva; tudo o que pode encostar em mãos e cotovelos é estofado e / ou agradável ao toque.

Funcionando a maior parte do tempo em baixas rotações, graças ao ótimo torque, o carro roda suave e silencioso, bem aproveitado pelo câmbio automático de seis marchas.

Esta é, talvez, a principal diferença em relação às versões do carro com o motor 2.0 anterior. Com ele, para arrancadas um pouco mais vigorosas era preciso acelerar mais, pois seu melhor desempenho aparecia acima dos 3,5, 4 mil rpm.

Neste, basta uma leve pressão sobre o pedal, já que o torque se manifesta bem-disposto logo aos 1.750 rpm, o que deixa o Compass bem espertinho no trânsito.

Mas foi na estrada que o carro mostrou suas melhores aptidões e qualidades. Começamos nossa jornada por avenidas e rodovias de bom asfalto, planas, nas quais foi fácil manter médias de velocidade entre 80 e 110 km / h, em total serenidade.

A despeito de sua altura em relação ao solo (confira todos os dados técnicos no final desta matéria), a suspensão independente nas quatro rodas tem um ajuste fino, que o mantém confortável e sob controle e sem grandes oscilações, mesmo em curvas um pouco mais fechadas - feitas, claro, com juízo e consciência de que se está em um SUV.

Subindo a serra, com um traçado sinuoso, essa sensação é até reforçada. Embora não seja um daqueles utilitários com “alma esportiva”, o Compass acelera faceiro em ultrapassagens e retomadas e só acabei acionando o botão “sport” - que estica as marchas, acelera as respostas e enrijece um pouco a direção - para experimentar seu efeito.

Usei, sim e bastante, no entanto, como borboletas atrás do volante para trocas manuais de marcha. Especialmente para fazer reduções, nas descidas e antes das curvas mais fechadas.

Suave, o câmbio não responde super rápido, mas também não atrapalha a ... ia escrevendo pilotagem, mas acho que seria um exagero. Não atrapalha e nem tira o prazer da condução.

É pau, é pedra, é o fim do asfalto

No final de nosso trajeto havia um trecho em estrada de terra, com pouco mais de 6 km e algo maltratado pelas chuvas constantes. Pedras aqui e ali no caminho, alguma (felizmente pouca e rasa) lama e aquelas valetas formadas pelos pneus de quem passou por ali antes. Para complicar, escurecer e chovia fino.

A boa altura do chão resolveu bem a questão de pedras e valetas. Os ótimos faróis aproveitam o lusco-fusco num segundo plano e, com o torque bem dosado pelo câmbio e um bom controle de tração, mesmo os pontos um pouco mais escorregadios passaram quase despercebidos.

E, o melhor, sem fomentar queixas entre os passageiros - éramos quatro a bordo.

Para caminhos como aquele, o dos últimos quilômetros antes do sítio, mesmo sem contar com 4x4, o Compass dá conta do recado, desde que não haja nenhum obstáculo mais apocalíptico. Mas afinal de contas, não foi para isso que ele foi projetado?

Somando todos os tipos de trajetos que publicam (foram mais de 550 km), nossa média ficou em 10,8 km / litro com gasolina, sem a menor preocupação com economia.

Segundo os dados da fábrica, o carro consome um litro de gasolina para rodar 10,3 km na cidade ou 11,9 na estrada, o que me é perfeitamente possível.

No final das contas, entendo porque a versão Longitude é a mais vendida do Compass, entre todas as que estão disponíveis nas lojas, desde seu lançamento. E, pelo que essa atualização trouxe para o carro, creio que vá continuar sendo por um bom tempo.

Vamos à ficha técnica do Jeep Compass Longitude T270 Turbo Flex AT6:

Posição: dianteiro transversal

Número de cilindros: 4 em linha

Diâmetro x curso: 70 x 86,5 mm

Taxa de compressão: 10,5: 1

Aspiração: Turbocompressor

Potência máxima (ABNT): 180 cv (gasolina) / 185 cv (etanol) a 3.750 rpm

Torque máximo (ABNT): 270 Nm a 1.750 rpm

Nº de válvulas por cilindro: 4

Eixo comando de válvulas: 1 no cabeçote

Ignição: Vitesco, eletrônica digital incorporada ao sistema de injeção

Injeção eletrônica: Vitesco, direta

Combustível: Gasolina / etanol

Câmbio automático: seis marchas à frente e uma à ré

Relações de transmissão:

Tração: Dianteira

Comando: Um pedal e transmissão hidráulica com ABS / ESC

Dianteiro: Uma discoteca ventilado (diâmetro de 305 mm) com pinça flutuante

Traseiro: Um disco sólido (diâmetro de 278 mm) com pinça flutuante

Tipo: McPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores com geometria triangular e

Amortecedores: Hidráulicos e pressurizados

Elemento elástico: Molas helicoidais

Tipo: McPherson com rodas independentes, links transversais / laterais e barra estabilizadora

Amortecedores: Hidráulicos e pressurizados

Elemento elástico: Molas helicoidais

Tipo: Elétrica com pinhão e cremalheira

Diâmetro mínimo de curva: 11,3 m

Medidas: 7 ″ x 18 ″ - liga de alumínio

Peso do veículo

Em ordem de marcha: 1.585 kg

Dimensões externas / recursos

Altura do veículo: 1.628 mm

Distância entre eixos: 2.636 mm

Altura mínima do solo entre os eixos: 205 mm

Ângulo de entrada: 21,5 °

Ângulo de saída: 30,7 °

Ângulo de rampa: 20,5 °

Tanque de combustível: 60 litros

Velocidade máxima: 204 km / h (gasolina) / 206,5 km / h (etanol)

0 a 100 km / h: 9,7 s (gasolina) / 9,3 s (etanol)

Ciclo urbano: 10,3 km / l (gasolina) / 7,1 km / l (etanol)

Ciclo estrada: 11,9 km / l (gasolina) / 8,6 km / l (etanol)

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros) Instagram (instagram.com/icarros_oficial) YouTube (youtube.com/icarros)

Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

Anuncie seu carro para mais de 10 milhões de pessoas e venda rápido.

Simule o financiamento e veja o valor da parcela do seu próximo carro.

Simule o financiamento e veja o valor da parcela do seu próximo carro.

Anuncie seu estoque para mais de 10 milhões de pessoas e venda de forma rápida e segura.

Por favor, digite o número do celular!

A iCarros Ltda. e o presente site não atuam como intermediadores na negociação entre os usuários, seja com relação à compra, troca ou qualquer outro tipo de operação. O usuário reconhecido como sendo de sua responsabilidade exclusiva os riscos assumidos nas origens que vier a efetuar com outros usuários do site. A responsabilidade pela veracidade / autenticidade das informações veiculadas nos anúncios deste site, bem como pelas vendas e / ou entregas de produtos, é exclusiva do anunciante, não podendo o usuário responsabilizar o site ou a iCarros Ltda. por danos diretos ou indiretos causados ​​a si ou a terceiros. Estoque e preços estão sujeitos a conferência e anunciante.

As opiniões dos usuários não refletem necessariamente a opinião da iCarros. Este espaço é destinado a comentários ou críticas construtivas. Os autores de comentários ofensivos são civis e criminalmente responsáveis ​​por conteúdos que violem a lei ou produzam lesão a direitos de terceiros e / ou da iCarros Ltda. É facultado à iCarros excluir opiniões que julgar contrárias aos princípios éticos deste site. As informações encontradas no aba "Catálogo 0km", como dados do veículo, acessórios e preço, são meramente sugestivas, com base em levantamentos periódicos de pesquisa e, devido à movimentação diária, podem não refletir a situação atual. O preço praticado e os demais dados do tipo devem ser confirmados na concessionária.

O iCarros Ltda., Localizado na Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 180, 2º Andar - Itaim Bibi - São Paulo / SP - CEP 04543-000, inscrito perante o CNPJ / MF sob o nº 03.991.201 / 0001-96, atua como correspondente no País, nos termos da Resolução CMN nº 3.954 / 11, e encaminha propostas de crédito para: Itaú Unibanco SA inscrito no CNPJ / MF sob o n.º 60.701.190 / 0001-04. As propostas são analisadas e o crédito concedido diretamente pelas instituições financeiras, sem ingerência do iCarros. Verifique sempre as condições e a CET da operação antes de formalizar a contratação. Para consultar as tabelas de tarifas vigentes, clique aqui.

* A contratação do financiamento está prestada à análise e aprovação de crédito. A taxa de juros, o valor das parcelas e as outras condições do financiamento variam de acordo com o perfil do cliente, do prazo, valor de entrada e dados de pagamento da primeira parcela. Consulte sempre o CET e demais informações previamente à contratação do financiamento.

Sobre as informações de modelos: JATO Dynamics Limited, 1990 - 2008. Todos os direitos reservados. JATO coordenar em providenciar uma informação precisa e alargada. Não obstante, a JATO não garante a totalidade dos dados. Solicitamos atenção no uso das informações fornecidas. O uso deste site implica na aceitação pelo usuário / empresa dos Termos e Condições da JATO Dynamics Limited.

iCarros Ltda: Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 180 2º Andar - Itaim Bibi - São Paulo / SP - CEP 04543-000 - CNPJ: 03.991.201 / 0001-96